Campo da Feiteira 1907 – 1911

O Clube, então com o nome de Sport Lisboa, começava a estar envolvido em várias competições, nomeadamente o Campeonato Regional de Lisboa, contudo continuava a não possuir um terreno próprio para os seu jogos.

Assim, surgiu a ideia de juntar o clube a um outro, o Sport Clube de Benfica, o qual tinha um terreno para futebol mas não tinha jogadores que o permitissem participar em competições. O Sport Clube Benfica era sobretudo dedicado a outras modalidades, nomeadamente o ciclismo e o atletismo.

Desta forma, em 1908, ambos os clubes decidiam juntar-se num único, passando este a chamar-se Sport Lisboa e Benfica.

Campo da Feiteira
Campo da Feiteira

O clube passou então a ter um campo próprio, onde podia com mais condições realizar os seus jogos. O novo campo – o campo da Feiteira - era contudo alugado, e ao fim de alguns meses o senhorio começou a exigir um aumento muito significativo da renda, ao ponto de esta se tornar incomportável para o clube.

O Benfica teve então de encontrar uma nova solução para poder realizar os seus jogos em casa.

O último jogo do Benfica no campo da Feiteira foi também o seu primeiro jogo internacional, o qual foi disputado com os franceses do Stade Bordelais Université. O Benfica perdeu o encontro por 4 - 2.


Estádios

1904 - 1905 

Terrenos do Desembargador

1907 - 1911 

Campo da Feiteira

1913 - 1917 

Campo de Sete Rios

1917 - 1923 

Campo de Benfica

1925 - 1940 

Estádio das Amoreiras

1941 - 1954 

Estádio do Campo Grande

1954 - 2003 

Estádio da Luz

2003 -   …   

Novo Estádio da Luz